Principal ladrão de bolas do Paulista, Hudson quer ser segundo volante

Reforço do São Paulo foi o que mais desarmou no torneio estadual, defendendo o Botafogo, mas diz que tem qualidade também para atuar mais adiantado

O volante Hudson foi apresentado nesta terça-feira pelo São Paulo e chegou ao clube com o status de maior ladrão de bolas do Campeonato Paulista, atuando pelo Botafogo. Na primeira entrevista como atleta do Tricolor, ele citou essa como uma de suas principais qualidades.

- A característica marcante do volante tem de ser a roubada de bola, fui muito feliz nesse Paulistão, tive muitos desarmes – disse.

Agora no Tricolor, Hudson quer atuar mais adiantado, como segundo volante, sua posição preferida, na qual, além de desarmar, ele pode chegar com mais com frequência no ataque.

- Já joguei como primeiro volante, mas a função na qual jogo melhor é como segundo volante, marcando bem, ajudando a defesa e chegando à frente, sendo o fator surpresa no setor ofensivo – falou.

Hudson está à disposição do técnico Muricy Ramalho para estrear já no próximo domingo, contra o Botafogo, no Pacaembu, na primeira rodada do Paulistão.

Fonte: globo.com

Share Button

Viagens ao Sub Mundo – Os carros são como as lanchas, as motos são como os jet skis e as novelas são como o futebol.

viagens
Os carros são como as lanchas, as motos são como os jet skis e as novelas são como o futebol.

 
Lima Duarte
Ao meu entender, futebol e novela são, praticamente, a mesma coisa. Naquele quesito gostar e acompanhar. A tal da importância para a vida.

Admito que já fui daqueles de criticar novelas, falando que só passam coisas ruins e ensinam perversidades para as cansadas mentes dos cansados trabalhadores brasileiros que, depois de tanto trabalharem para quase nada receberem do Governo, tentam o mínimo de sossego no final dos dias em seus lares diversos pelo país.

Imagina para aqueles que têm seus princípios (que não julgo, como não julgarei princípios contrários, desde que, como ambiente geral do agir e pensar, tenhamos o respeito) baseados no não homossexualismo em virtude de doutrina religiosa, formação cultural, criação e desenvolvimento familiar, porém que se deparam com uma crescente divulgação da existência (por vezes de forma a propagandear como sendo o mais correto a existir e não só como normal) gay e acabam recebendo via telinha desagrados e ‘ataques’ ao que entendem como correto.

Cada espaço para cada informação.

Ou seja, feche os olhos caso não queira ver.

Se vai contra sua orientação e causa incômodo, analise de forma imparcial primeiramente e, se prejudicar somente os seus, evite. Num caso de haver como entendido de forma geral uma latente obra desagregadora da harmonia do todo, certamente teremos muito mais de nós no contra e partindo pro ataque.

Ora, sejamos mais coerentes e concordemos: Há tempos a televisão deixou de ter sua importância como formadora de opiniões sensatas, e hoje o que temos é um braço fortíssimo dos Poderes que regram e controlam o cidadão de Pindorama. Telejornais e demais informativos tendem a seguir um modelo baseado naquilo que, ou não incomoda o Governo atual, ou pende para o lado de uma oposição que muito diferente não fará caso ocupe os cargos mais importantes na política nacional.

Rachel Sheherazade

Enfim, não fujamos da veia do tema. Porque a variedade de assuntos paralelos a ele é tamanha, que ficaríamos horas e horas debatendo (no caso eu o faria sozinho aqui e os corajosos leriam no final), finalizando um livro de inúmeras páginas que talvez não seria publicado pelas gigantes editoras, pois estas também são orientadas como as emissoras televisivas.

Num dia de conversa fiada, daquelas que temos ao acaso, com quem não fazemos questão de lembrar quem é quando do conteúdo nos lembramos depois, como no caso agora lembro para aqui escrever sobre, um ferrenho torcedor do Guarani da Capital me falou que não conseguia acreditar nos absurdos expostos na novela das 8 (ou das 9, 10, 11.. não lembro, mas me lembrei que era torcedor do time que cada dia mais se sagra pequeno). Que era pai matando filho, mulher traindo o marido que a trai com um motorista que só quer saber de grana e comete diversos crimes, irmãos que se odeiam, médicos corruptos, bandidos que se dão bem no final, etc..

Seria espelho da vida real?

Sinceramente, no futebol temos um espelho da vida real. Sabedores que somos da existência de diversas maracutaias nos bastidores do esporte mais amado, ainda acompanhamos seus desenrolares e suas infinitas novelas envolvendo transferências de jogadores, Taça das Bolinhas, estádios sedes de jogos da Copa, corte de cabelo de um Neymar, escrotices saídas da boca fétida de Romarinhos da vida, a queda cada vez mais acentuada da moral que um dia certo Rei do Futebol alcançou…
Pelé e Dilma

Enquanto que lá na Espanha há poucos dias imitaram macacos com o intuito de ofender o último prodígio da Vila, outras situações envolvendo intolerância e estupidez aqui no sul do país ocorrem e, olhando de forma irônica, o que pensar que pensam muito dos estrangeiros que virão para a fatídica Copa se não que somos macacos violentos e corruptos, de cultura pornográfica que sempre manifestamos violentamente toda a raiva e ódio oriundos de resultados no futebol e, quando fazemos o mesmo por causa de política e suas barbaridades, a polícia militar do Estado falso-comunista mambembe, unida ao falso tucano carniceiro, reage, e a mídia trata os manifestantes como vândalos?

Num paralelo com o cotidiano econômico mundial, vemos os clubes nacionais se afundando em dívidas e se dizendo com o rei na barriga, olhando pro próprio umbigo e propagandeando serem o que não são, quando o que apresentam em campo não passa de perebagens mil com jogadores e preparações táticas e físicas pífias, estádios miseráveis (mesmo com a inundação de dinheiro público em alguns considerados padrão de uma empresa sem ética e sem moral) e trambiques diversos envolvendo parcerias e parceiros mafiosos, incluindo o próprio Governo Federal (em sua busca contínua por propagandas envolvendo paixões ‘unânimes’ que sejam ligadas à imagem do Estado e assim minimizem os estragos feitos pela administração danosa, semelhante às administrações dos próprios clubes nacionais).

E para não dizer que trato somente de um certo partido político, se Juvenal culpou o representante máximo da oposição, teve sua razão, como também teve ao dizer sobre o Senhor Tempo.

Máscara de Juvenal
Quando o que temos na política da nação é um altíssimo grau de péssimas escolhas, o que temos para a presidência Tricolor não parece ser tão diferente assim, pois de um lado temos a cria de Juvenal durante sua pior fase, e do outro uma oposição, como dito inúmeras vezes e provado, sem o mínimo tato para algo realmente benéfico, sendo o contrário mais possível como resultado.

Novelas, por mais que queiramos, ou não nos importemos com isso, ainda traçam um paralelo à vida do brasileiro, assim como o futebol. Acompanhar qualquer um dos dois pode ser tratado como a mesma coisa. Eu gosto de futebol, acompanharei seus acontecimentos, muito unicamente por causa do São Paulo Futebol Clube e nada mais.

A novela, quem quiser assistir, assista. É um BBB a mais, um BBB a menos, Silvio Santos e Sabrina Sato na Record.

Continuemos seguindo sem mudar, assistindo às barbáries apresentadas no Datena em nosso horário de chegada em casa.

Se quiserem desligar a TV, tanto faz, tanto fez. Não vou falar para que leiam um livro, porque eu sequer tenho um atualmente na cabeceira.

 

Ronnie Mancuzo – Sub

 
——————————————–
E no consultório médico, um grande apreciador de copos (cheios) chega acompanhado de sua mulher.

-Doutor, sinto náuseas, dores no corpo, boca seca, e etc…

-Você fuma ?-pergunta o médico-

-Uns cinquenta cigarros por dia…

-Então este é o problema, interrompeu o médico. Pare de fumar imediatamente e voltará a ter uma saúde de ferro. Pode ir.

Já fora do consultório, a sua mulher pergunta:

-Você nunca fumou na vida, nem um único cigarro. Por que a mentira?

-Se eu dissesse que não fumava ele iria perguntar se eu bebia … e aí era adeus vinhos, caipirinhas, cervejas …

 
———————————————
Vítima de linfoma, em 15 de abril de 2001, Jeffrey Ross Hyman partia para o lado desconhecido da existência (ou talvez para a inexistência) após uma vida muito punk.

Inesquecível após o primeiro contato visual, carregava na imagem aquele semblante ícone do movimento mais rebelde da música. Os cabelos quase encobrindo completamente os olhos, que ficavam atrás dos óculos meio ovais, dentes pequenos e não muito bem conservados, altura acima da média de um corpo magro e quase sempre envolto pela jaqueta de couro preta.

São inúmeros os hinos criados por Joey, marcantes e imortais para qualquer um que saiba o que é uma guitarra. Os ‘3 acordes’ variavam de forma única, fazendo nascer sucessos e mais sucessos durante os mais de 20 anos de existência da banda Ramones.

Em 2002, fora lançado seu álbum solo (póstumo) chamado Don’t Worry About Me, com uma versão de What a Wonderful World (que aparentemente teve um clipezinho furreco com um casalzinho teen, levemente babaca). Fiquemos com esse som num vídeo mais apresentável:

 
———————————————
Frase do dia:

“Mesmo que você faça o que quer fazer, fazendo como se quer fazer, e o resultado sempre será como seria se fosse pra ser.”

Ronnie Mancuzo – Sub

Share Button

“Quando se trata de São Paulo é pensar em título”

Douglas

A chegada do volante Hudson, a boa exibição da equipe na Copa do Brasil e a entrada de Alexandre Pato na equipe deram novo ânimo para o Tricolor entrar na briga por títulos novamente na temporada 2014. De acordo com o lateral-direito Douglas, no clube desde 2012, estes ingredientes podem fazer com que o São Paulo entre firme no Brasileiro e lute pelas primeiras colocações.

“Temos um bom time, falta a ter um algo a mais, que está demorando há algum tempo. Deixando a desejar em algumas partidas, mas tem um bom elenco e conseguimos reverter isso. Mesmo com a eliminação, fizemos bons jogos na primeira fase do Paulista. E temos que valorizar isso”, avaliou o camisa 23 nesta segunda-feira (14) durante a coletiva de imprensa no Centro de Treinamento da Barra Funda.

De olho na estreia da maior competição nacional, que começará no próximo domingo (20), o time são-paulino terá a semana inteira para trabalhar até o confronto contra o Botafogo, no Morumbi. Nesta terça e quarta (15 e 16), o elenco treinará em dois períodos para realizar os últimos ajustes e começar bem o torneio.

“Quando se trata de São Paulo é pensar em título. Quando se veste essa camisa, se é contratado, se pensa em ser campeão com a camisa do São Paulo. Entrar com foco sempre pensando em título, todos estão com o mesmo pensamento”, acrescentou Douglas.

A vitória sobre o CSA-AL na última semana, por 3 a 0 com gols de Luis Fabiano (2) e Alexandre Pato, garantiu o Tricolor na segunda fase da Copa do Brasil contra o CRB-AL. No entanto, mais do que o resultado, a atuação do time renovou a confiança da torcida, que pode esperar por uma equipe mais firme no segundo semestre.

Fonte: Site Oficial

Share Button

Antes da premiação, Hudson assina contrato

Hudson

Eleito o melhor volante do Campeonato Paulista de 2014, ao lado de Arouca (Santos), Hudson assinou contrato com o São Paulo no início da tarde desta segunda-feira (14) e está à disposição do técnico Muricy Ramalho para a sequência da temporada.

O jogador, de 26 anos e um dos destaques do Botafogo-SP na campanha do estadual, firmou vínculo com o Tricolor até dezembro, mas com a possibilidade de estender o seu vínculo por mais duas temporadas, com condições já pré-estabelecidas. Na manhã desta segunda, o meio-campista passou por exames médicos na capital paulista e treinará pela primeira vez com o elenco nesta tarde.

“Chegar ao São Paulo é a realização de um sonho, porque esperei muito para que isso acontecesse. Estava ansioso para chegar aqui e dar mais esse passo na minha carreira. Espero dar continuidade ao trabalho e crescer cada vez mais”, revelou o reforço são-paulino, que ganhou notoriedade durante a disputa do Paulistão.

Na competição estadual, que teve o Ituano como campeão, Hudson foi o jogador que mais desarmou. Foram 63 roubadas de bola em apenas 14 jogos (média de 4,5 por partida). Além disso, o meio-campista também chamou a atenção no campo de ataque. Mesmo atuando no setor de marcação, o volante balançou as redes quatro vezes no torneio.

“Tenho que marcar, claro, mas gosto de sair para o jogo e municiar os meias. Consegui marcar os gols porque procuro entrar sempre na área do adversário e ajudar os atacantes também”, acrescentou o volante, que receberá nesta noite o prêmio de melhor atleta de sua posição na festa de encerramento do Estadual, promovida pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

A chegada de Hudson segue a programação da diretoria e da comissão técnica, que buscam reforçar o São Paulo para as competições do segundo semestre, como o Campeonato Brasileiro e a sequência da Copa do Brasil. Atualmente, o treinador tem à disposição Souza, Wellington, Denilson e João Schmidt, além do jovem Rodrigo Caio, que também pode atuar no setor.

Fonte: Site Oficial

Share Button

Coluna do Zanquetta: Políticas Internas e Externas do São Paulo

PROMOÇÃO ALMANAQUE TRICOLOR: Texto escolhido pelo José Renato foi o de Marcelo Zaha. Publicaremos em breve o dele e da outra finalista, Tamires. Parabéns, Marcelo! Entre em contato para fornecer seus dados e o Zé dedicar o livro à você! 

Informe: Foi-me prometido pelo assessor de imprensa de Kalil uma entrevista antes do pleito do sábado retrasado. Depois, pelo telefone novamente me prometeu após as eleições. Durante a última semana nenhuma manifestação. Novos e-mails e nada. Enfim, fica minha posição respeitosa ao blogonauta que fizemos o possível mas a postura e atitude cada um faz a sua. E talvez não seja à toa que Aidar ganhe a eleição e não seja apenas por Juvenal mesmo depois de tudo. Há muito da pessoa Kalil, sua postura nas eleições, declarações, posições e atitudes.

O espaço continua aberto mas podem crer que MAC, Kalil só confirmaram o que eu afirmava há um ano atrás e dizia a MAC por e-mail: “Não mudarão o São Paulo com ideologias. Vocês só tem apoio maciço da torcida e torcedor não vota”.

Hoje, eu vejo isso se confirmar e tenho a prova se alguém duvidar. Mas, posso dizer que aquele apoio que um dia eu fiquei animado em dar e o respeito que tinham, perderam. Não pela questão da entrevista mas pelo que fizeram ao longo destes meses.

Achei a oposição fraca, despreparada e muito preocupada com bebedouro e vaga de carro. A palhaçada da cobertura foi só mais um vexame à parte, as denúncias na Sta Casa e o descaso com nosso site, sendo que Aidar que já tem a eleição na mão, tem a humildade de nos atender e os que correm por fora e precisam trabalhar, não.

Essa não é a posição oficial do Blog mas é minha: Avança, Aidar!

Mudanças Internas no São Paulo. Nem tivemos a eleição de Aidar ainda mas a movimentação interna já começou. Alguns, já até jogaram a toalha e sabem que perderão suas vagas e outros, sabem que é questão de tempo e fazem de tudo. Um deles é Milton Cruz.

O homem de confiança de Juvenal, que vive e conta tudo ao presidente perdeu sua serventia pois Aidar não quer isso. Desta forma, só resta a Milton Cruz implorar a Muricy que peça ao Aidar que o mantenha na comissão.

Entre coisas que os jogadores disseram pessoalmente a Aidar a respeito de clima, este foi o principal ponto. Não sei o que farão com Milton Cruz mas espero sinceramente que deixe o clube também. Já deu. Leco e demais também devem deixar o futebol.

A promessa de Aidar pré eleição parece ser real. Veremos em breve se isso ocorrerá mesmo.

Andres Sanches exige Corinthians contra São Paulo e quer guerra. Sabedor da vitória de Aidar, Andres esteve no SCCP na última semana e em reunião definiram que acabarão com a trégua que começava a melhorar as relações desde Pato.

Andres ligou para Juvenal e informou que travariam novas batalhas e que se lembrasse das derrotas passadas. O que Juvenal fez após isso? Em sua entrevista de despedida, detonou o Itaquerão. Mostrou que está pouco preocupado com o que faz ou ameaça o ex presidente do time da marginal.

Sem Teixeira ao seu lado, mas ainda com a sombra de Lula, Andres sabe que hoje atingir o São Paulo é de extrema complexidade. Aidar tem o apoio e preferência de Globo, CBF, STJ, STJD e FPF. Em todas as esferas o SCCP tem menos apelo que o São Paulo hoje. A não ser dentro do do próprio SCCP, na Lusa que odeio Aidar pela recusa de defesa e atuação a favor da CBFe a própria oposição do São Paulo.

Na 6ª feira, Rosenberg em programa de TV voltou a surgir e agora a atacar o São Paulo. A conferir o que virá por aí. Mas o ataque em cima de Pato que não quer voltar ao Corinthians de forma alguma, já diz muita coisa. O anúncio de que já queremos mantê-lo demonstra o tamanho do problema que cairá no colo do lado de lá se ele continuar a jogar bem. Espero que isto se concretize…

Dispensas. Clemente, Cortez e Fabrício foram apenas os primeiros nomes que sairão. Denilson, Wellington,

Toloi. O zagueiro atuou como titular no último sábado e mostrou estar bem seguro. Fez boa partida, o treinador o colocou para atuar com Castan e pelo visto, demonstrarão interesse e farão proposta de compra. Se isso realmente ocorrer, esqueça ele, Muricy. O São Paulo teria que pensar em outro nome como quer o treinador.

Wesley. O Palmeiras quer que o São Paulo ou pague muito ou que ceda algum jogador importante. Como ninguém tem pressa, a coisa deve se encaminhar até o final de janela da Copa e só ser resolvido depois.

Osvaldo. Cristóvão Borges gostou do nome de Osvaldo e topa ceder Wagner ao Fluminense em troca do jogador. A pergunta que fica é se vale a pena e como se desenrolará o restante das negociações.

Lucas Pratto. Foi a especulação da semana. Com forte concorrência da Europa e Corinthians, o jogador é alto, forte e tem boa finalização mas é lento. Não tem regularidade. Para compor, seria bom reforço. Para chegar e jogar, com Pato e Luis Fabiano, eu não vejo onde.

Felipe Melo. O São Paulo tem grande interesse no jogador e há interesse do atleta em atuar aqui também. O alto salário é o maior problema mas estudam alternativas. Esse pode ser um dos reforços se perfil ditos por Aidar. O outro ainda sonhamos com Lugano…

Romarinho e Mano cobram Santos pela entregada na final? Juro que não vi essa notícia em lugar nenhum…alguém viu?

Corinthians e Flamengo estudam abrir a Confraria do Apito. Projeto envolve os dois times mais ajudados da história do futebol pela arbitragem.

E o Felipe, esse goleiro que afirmou que ganhar roubado é mais gostoso?

Ah, e CHUPA SANTOS!

Quer emitir sua opinião? Mande um texto para o Megafone do Blog do São Paulo!

megafone.blogdosaopaulo@gmail.com

Alexandre Zanquetta

alexandrezanquetta@uol.com.br

twitter.com\blogdosaopaulo

twitter.com\saopaulinosrio

 

Share Button

Cobertura do Morumbi ainda gera polêmica

Projeto MorumbiO próximo dia 16 promete ser bastante quente no São Paulo. Além de empossar os novos conselheiros e escolher o próximo presidente, o clube verá mais um capítulo da batalha para votar a cobertura do estádio do Morumbi. O presidente Juvenal Juvêncio acatou a sugestão de Carlos Miguel Aidar – candidato da situação e seu provável sucessor – e colocou na pauta de votação o projeto que tem sido foco dos maiores embates.

 

Após período de trégua, o assunto voltou à pauta com a manobra de Aidar para incluir a votação na sequência do pleito que definirá o presidente. Isso acontece porque, por estatuto, é necessário quórum de 75% para a votação e a oposição já conseguiu barrar a movimentação antes. Como disputa a presidência através de Kalil Rocha Abdalla, o grupo contrário a Juvenal se vê obrigado a comparecer e apreciar a matéria.

 

Agora os oposicionistas se veem numa arapuca. Se forem ao Conselho, verão a cobertura aprovada e precisarão assimilar a derrota. Caso nem apareçam para escolher o próximo presidente, verão ruir em poucos dias o capital político construído ao lado da torcida. Resta, portanto, tentar um acordo para postergar a votação.

 

De mãos atadas, a solução é tentar um arranjo com o Conselho Deliberativo. A oposição conversou com José Carlos Ferreira Alves, atual presidente, e Carlos Augusto de Barros e Silva, que será eleito o novo presidente do Conselho também no dia 16. Ferreira Alves, segundo quem esteve na reunião, deu de ombros para o pedido de tirar a votação da pauta. Leco concordou, mas disse que seria difícil comprar a briga sozinho.

Share Button

Ganso aprova quarteto ofensivo do São Paulo: ‘É só posicionar bem’

Ganso Pato (Foto: site oficial / saopaulofc.net)

Ganso e Pato têm de colaborar na marcação para que esquema funcione (Foto: site oficial / saopaulofc.net)

O técnico Muricy Ramalho definiu o quartetoGanso, Osvaldo, Luis Fabiano e Alexandre Pato como titular do setor ofensivo do São Paulo. Para que o esquema dê certo, porem, os quatro  terão de ajudar a marcação já no campo de ataque. Na vitória por 3 a 0 sobre o CSA, quarta-feira passada, no Morumbi, pela Copa do Brasil, o novo posicionamento funcionou.

Ganso não vê problema em fazer essa função e acredita que com bom posicionamento, os quatro não precisarão voltar tanto até o campo defensivo.

- Vamos praticar esse posicionamento nos treinos. Não precisa aprender a marcar, é mais ocupar os espaços, posicionar bem para roubar as bolas e ficar mais perto gol – explicou.

O camisa 10 do Tricolor acredita que essa formação será usada na estreia da equipe no Brasileirão, no dia 20, contra o Botafogo, no Morumbi.

- Muricy já nos falou a forma de jogar antes da última partida, ele vai seguir treinando nessa semana para a estreia no Brasileirão – disse.

Fonte: Globo.com

Share Button

São Paulo estuda como contratar Pato em definitivo

PatoAlexandre Pato fez dois jogos e um gol pelo São Paulo, mas sua adaptação ao clube está tão boa que a diretoria começa a pensar em como mantê-lo após o término do seu contrato de empréstimo, em dezembro do ano que vem. A avaliação é que ele não pretende voltar para o Corinthians e pretende seguir sua carreira no Morumbi, por isso já existem conversas iniciais para contratá-lo em definitivo.

Pela cláusula estipulada no contrato, o São Paulo precisa igualar qualquer proposta a partir de 15 milhões (R$45,9 milhões) que venha a surgir, valor que cai para 10 milhões (R$ 31 milhões) a partir do ano que vem. Os diretores acreditam que dificilmente um clube aparecerá com um valor desses uma vez que o atacante já esteve na Europa e não agradou.

No cenário imaginado pelo clube, Pato chegará no último ano de contrato sem clima para voltar ao Corinthians. Se o rival não tiver propostas concretas, o Tricolor oferecerá um valor abaixo da metade da multa para contratá-lo; caso outros clubes se interessem, os dirigentes apostam que o jogador vai preferir ficar no Morumbi por gratidão pelo São Paulo ter recuperado seu futebol.

Pato cada vez mais tem feito questão de associar sua imagem ao São Paulo e tem dado algumas declarações que geraram desconforto no Corinthians e tornam seu retorno mais difícil. Primeiro postou em uma rede social uma mensagem comemorando a vitória do Tricolor por 3 a 2 sobre o rival e foi criticado pelo presidente Mário Gobbi; ontem disse ter gostado da música que a torcida cantou para apoiá-lo e criticar o Corinthians (“deixou de ser galinha para jogar no Tricolor”).

“Sair de um time da mesma cidade para um rival e ser recebido como fui é importante para que possa iniciar desse jeito. Espero jogar muito pelo São Paulo ainda, mas depende de mim e também da diretoria, não só daqui como da outra parte. Meu trabalho é fazer o melhor para fazer gols e ganhar títulos pelo São Paulo”, disse o atacante.

Ainda é cedo, mas o São Paulo já está se mexendo para tirar Pato do Corinthians definitivamente.

ESTADO

Share Button

Parceria animadora

Muricy Pato

O currículo e conquistas do técnico Muricy Ramalho mostram a sua competência e importância como treinador. O histórico goleador e técnica definem o atacante Alexandre Pato. E a união desta dupla para a disputa do Campeonato Brasileiro é uma das apostas do Tricolor para conquistar a competição novamente.

Pela primeira vez juntos, os dois são o diferencial do time para a sequência da temporada. Em 2013, Muricy assumiu o comando da equipe no meio do torneio nacional e, com muito trabalho, conseguiu reerguer o São Paulo na tabela. Agora, porém, o comandante poderá pegar o Brasileirão do início para poder brigar pelo troféu.

Tetracampeão brasileiro, sendo três pelo clube (2006, 2007 e 2008), o treinador foi muito elogiado pelo camisa 11, que não esconde a ansiedade de poder trabalhar com Muricy na maior competição nacional. “Nós vamos fazer um campeonato muito bom porque temos um comandante supercampeão”, apostou o centroavante, que acrescentou.

“Ele cobra muito e conhece muito bem o campeonato, muito mais do que nós. Por isso tenho certeza que faremos um campeonato muito bom. Tenho que aprender muito ainda. Encontrar um professor que exige muito nos treinamentos está fazendo bem para mim. Ouvir as críticas dele e de todo mundo eu aceito porque me ajudam a trabalhar cada vez mais no treinamento e acertar no jogo”, afirmou.

O atleta, que ao lado de Osvaldo e Luis Fabiano forma um dos melhores sistemas ofensivos do país, também foi muito elogiado por Muricy. “É um jogador importante. Também pelo comportamento dele, ele realmente se encaixou no elenco, é um cara diferenciado como pessoa, super educado, excelente profissional e porque ficou todo esse tempo só treinando forte, sem poder jogar, além de ser muito obediente”, apontou.

Assim, com a nítida sintonia entre comandante e comandado, a expectativa é que o Tricolor chegue mais forte na briga por mais um título do Brasileirão. “Tenho certeza que com ele as coisas vão melhorar bastante para que no jogo tudo dê certo. E o Muricy cobra e exige muito nos treinos, isso está me fazendo muito bem. Aceito as críticas dele ou de todos. Tenho de aprender a marcar, chutar, não errar passes…”, disse Pato, que finalizou.

“São críticas que me ajudam para acertar. Depois que encontrei ele, com certeza tudo vai melhorar muito. Estou muito dedicado para tudo dar certo no jogo”, garantiu. Na rodada de abertura da competição, agendada para o dia 20, o São Paulo enfrentará o Botafogo no Morumbi.

Fonte: Site Oficial

Share Button

Tricolor é eliminado da Copa do Brasil Sub-17

Atual campeão da Copa do Brasil Sub-17, o Tricolor está fora da disputa pelo título na edição deste ano. Na noite desta sexta-feira (11), no Estádio Giulite Coutinho, no Rio de Janeiro, o São Paulo acabou derrotado pelo Flamengo por 3 a 1 e se despediu da competição.

Os gols da partida de volta, válida pelas quartas de final, foram marcados por Felipe Vizeu (2) e Rocha, além de Rony que descontou para os paulistas. Na próxima fase, os cariocas, que perderam a decisão para a equipe são-paulina em 2013, medirão forças contra o vencedor de Vitória e Atlético-MG.

O JOGO

Com a vantagem de atuar pelo empate após ter vencido na ida, por 2 a 1, no Pacaembu, o Tricolor teve pouco tempo para administrar o resultado na volta. Logo aos 8 minutos, o Flamengo abriu o placar com Felipe Vizeu e dificultou a vida dos comandados do técnico Orlando Ribeiro.

Atrás no marcador e ficando pelo caminho no torneio, o São Paulo se atirou ao campo de ataque e criou boas opções para empatar o confronto. Aos 12, Murilo roubou a bola da defesa e bateu cruzado. Com a ponta dos dedos, o goleiro flamenguista impediu que as redes balançassem.

Mais tarde, aos 25 minutos, Felype fez grande jogada, deixou dois zagueiros para trás e rolou para Vinicius, que bateu de primeira e viu a bola passar rente ao gol. Melhor no jogo, os paulistas continuaram pressionando e acuando o rival. Lucas Fernandes, aos 28, teve a melhor chance tricolor na partida, mas parou no arqueiro rival e na trave.

E quando o São Paulo era superior, os anfitriões ampliaram. Rocha, aos 30 minutos, marcou um belo gol de fora da área, ampliou a vantagem dos cariocas e fechou o placar do primeiro tempo: 2 a 0.

Na volta para a segunda etapa, mantendo a mesma postura ofensiva dos primeiros 45 minutos, os visitantes partiram pra cima e levaram perigo. Aos 10 minutos, Vinicius Garcia pegou firme, na grande área, mas viu o goleiro adversário praticar grande defesa e impedir a reação são-paulina.

No entanto, apesar de insistir e apostar nas entradas de Vinicius e João Pedro, o Tricolor não conseguiu finalizar mais vezes. Mesmo mais tempo com a posse de bola e rondando a área adversária, o São Paulo acabou derrotado e se despediu da competição nacional. O gol de Felipe Vizeu, aos 37, decretou o revés dos paulistas que ainda marcaram com Rony nos acréscimos: 3 a 1.

São Paulo: Lucas Paes; Danilo, Rony, Guilherme e Gabriel (Paulo Henrique 36/2T); Pedro, Danilo Romão (João Pedro 27/2T), Vinicius Garcia (Vinicius 16/2T) e Lucas Fernandes; Murilo e Felype.

Técnico: Orlando Ribeiro.

 

Fonte: Site Oficial

Share Button